PEC 287: O ADEUS À APOSENTADORIA

Nosso direito à aposentadoria foi conquistado há mais de 80 anos, e ampliado durante o Governo de Getúlio Vargas: portanto consolidado e garantido na Constituição. O presidente golpista, Michel Temer, se aposentou aos 55 anos com salário de 30 mil reais e quer que todos os trabalhadores paguem pelos privilégios dos mais ricos.

O Golpe Estado, que derrubou a presidente Dilma, foi seguido por muitos ataques contra os trabalhadores mais pobres. O Governo golpista quer acabar com as conquistas de mais de um século da classe trabalhadora: com a reforma trabalhista (que acaba com a CLT), e com a reforma da previdência. Os golpistas conseguiram criar uma maioria absoluta no parlamento, no judiciário, e na mídia: estão empenhados à impor, goela abaixo da sociedade brasileira, um desmonte da previdência social.

Na prática, a reforma da previdência proíbe o direito de milhões de brasileiros à se aposentar e que vai fazer com o que os trabalhadores mais pobres do Brasil- sobretudo os trabalhadores rurais do nordeste- passarem a receber metade de um salário mínimo, sem se levar em consideração as condições de trabalho e as desigualdades regionais.

A Solução não é cortar direitos dos trabalhadores, mas sim gerar empregos, investir e industrializar o Brasil: com mais empregos, a arrecadação necessariamente aumentará. Devemos também derrotar o Golpe e todas as medidas contra o Brasil e o povo brasileiro, que foram tomadas até hoje (venda do Pré-Sal, terras para estrangeiros, terceirização etc).

O rombo na Previdência é mentira!

O problema da Previdência Social não é falta de dinheiro.

Em 2012, por exemplo, a Previdência apresentou saldo positivo de R$ 78,1 bilhões (as receitas totalizaram R$ 590,6 bilhões e as despesas atingiram R$ 512,4 bilhões).

A previdência Social tem 3 problemas que devem ser corrigidos imediatamente!

1) Só em 2012, a DRU (Desvinculação da Receita da União), um nome bonito para explicar desvio de recursos públicos para pagar juros da dívida para os bancos, retirou da Previdência R$ 52,6 bilhões! O acumulado, só para o período 2005- 2012, totaliza mais de R$ 286 bilhões! (ANFIP, 2013).

2) Apenas no ano de 2015, empresas privadas deram calote de mais de 374 bilhões de reais no INSS. (PGFN,2015)

3) 60% de todos os recursos da Previdência Social são destinados para pagar 20% dos aposentados: são salários de juízes, desembargadores, procuradores, senadores, deputados e ministros aposentados. Por exemplo, no Espírito Santo, juízes aposentados chegam a receber 184 mil reais de salário. Enquanto isso, 40% dos recursos são para pagar 80% dos aposentados que ganham entre 1 à 3 salários mínimos.

Anúncios