Perícia conclui que disparo que matou a estudante Maria Eduarda partiu da PM

Nessa tarde de quarta-feira, dia 05/04, a perícia identificou que, ao menos um tiro, dos cinco que mataram a estudante Maria Eduarda de 13 anos partiu do policial que executou dois homens rendidos em frente à escola onde Maria Eduarda estudava.

Os peritos já tinham concluído que a cápsula era de um fuzil FAL usado pela PM do estado do Rio de Janeiro.

Maria Eduarda foi atingida por 5 disparos, um deles fatal que atingiu o pescoço da estudante. A perícia analisou o projetil tirado do corpo de Maria Eduarda e confrontou com as armas apreendidas de Policiais e traficantes envolvidos no confronto próximo à escola.

A mãe de Maria Eduarda, Rosilene Alves, prestou depoimento e falou: “Ela foi correr para beber água, estava com sede. Tinha acabado de praticar a atividade. Meu bebê, Maria Eduarda. Quero realmente saber como foi, vou a fundo, vou até o fim e quero saber como foi, quero apurar, quero ir até o fim”.

Anúncios