GREVE GERAL DIA 30 DE JUNHO: Em defesa da Aposentadoria e dos Direitos Trabalhistas

GREVE GERAL!

DIA 30 DE JUNHO

Defesa da Aposentadoria e dos Direitos Trabalhistas

O governo Temer, a maioria do Congresso Nacional e o Poder Judiciário têm afrontado a dignidade do povo brasileiro. Se lambuzam cada vez mais para defender um golpe de Estado que tem objetivos muito claro: eliminar os direitos trabalhistas e previdenciários do con- junto da classe trabalhadora, além entregar as riquezas nacionais para os monopólios estrangeiros.

Temer se mantém no governo porque o movimento golpista ainda não encontrou outro nome que possa unificar a maioria corrupta do Congresso Nacional para continuar destruindo nossos direitos e entregando as riquezas do Brasil.

A classe trabalhadora não pode se iludir com falsas saídas que os poderosos venham a apresentar. Eles podem mudar algumas peças no poder político, mas já afirmam que “as re- formas” precisam ser aprovadas. Não podemos admitir de forma alguma que aprovem a destruição dos direitos trabalhistas vi- gentes há 80 anos, ou destruam todas as garantias sociais escritas na Constituição de 1988.

Temer precisa ser derrubado do governo por estar defendendo um projeto antipopular e antinacional e por ser o governo mais corrupto da história republicana. Mas não podemos admitir qualquer governo escolhido por este congresso cuja maioria foi eleita com dinheiro sujo dos grandes empresários. Se a eleição direta é a saída mais digna, é preciso ter claro que ao povo trabalhador interessa construir novos mecanismos de participação popular nas decisões sobre os rumos do país.

A classe trabalhadora, todos os setores populares e democráticos da sociedade precisam continuar se unindo para ampliar e fortalecer a luta em defesa dos direitos e da soberania nacional. Defender a aposentadoria e os direitos trabalhistas, lutar contra a terceirização, defender os serviços, o patrimônio público e as riquezas naturais. Repudiar o convite de Temer para que o exército dos Estados Unidos faça treinamento na Amazônia e use a Base de Alcântara, no Maranhão, para lançar foguetes. Isto é inaceitável!

Depois das manifestações do dia 8 e do dia 15 de março; depois da Greve Geral do dia 28 de abril; de- pois da imensa manifestação em Brasília no dia 24 de maio, precisamos avançar. A próxima Greve Geral já está marcada: dia 30 de Junho! Procure seu sindicato, sua entidade estudantil ou comunitária e sua igreja. Vamos formar comitês populares em defesa dos direitos, pelo Fora Temer e por mais participação popular nos rumos do país.

Polo Comunista Luiz Carlos Prestes – Brasil

Anúncios