Indicação – Filme Fascismo Ordinário

FASCISMO ORDINÁRIO

DIRETOR: Mikhail Romm

ANO: 1965

Sinopse: “Fascismo é fome e guerra!” Com esse lema começa o documentário. Atualmente, no mundo todo, a burguesia e o Imperialismo, através de falsificações históricas tentam igualar o nazifascismo ao socialismo. Por um lado tentam gerar confusão e por outro para perseguir os comunistas. Na última vez que o nazifascismo levantou a cabeça foram necessárias 20 milhões de vidas de cidadãos soviéticos para libertar o mundo da escravidão nazista. Coube a URSS deter 80% da força militar do EIXO na frente européia (os outros 20% das tropas fascistas estavam divididas em diversas regiões. Cabe lembrar que países como Itália, França e Iugoslávia tiveram grande parte dos seus territórios libertados pela ação dos partisans). Reproduzimos o documentário Fascismo Ordinário: Fascismo Ordinário é um documentário soviético de Mikhail Romm, discípulo de Eisenstein, realizado em 1965. Nele, podemos observar a visão soviética sobre o nazismo: suas causas, características e consequências. A ascensão de Hitler, o arianismo, o anti-semitismo e a manipulação por parte da propaganda nazista. Produzido a partir de filmagens da época e de imagens de arquivos dos nazistas, Mikhail Romm mostra um particular retrato do fascismo alemão, narrando-o com sua voz em off, o diretor não se priva de fazer comentários sarcásticos e transigentes sobre o regime nazista.

Anúncios