Governo golpista irá renunciar a R$ 1 trilhão com leilão do Pré-Sal.

Segundo estudo realizado pela Consultoria Legislativa e de Orçamento da Câmara dos Deputados aponta que o Brasil irá perder R$ 1 trilhão em renuncia fiscal ou R$ 40 bilhões anuais em um período de 25 anos.

Em 27 de outubro foram leiloados seis campos de petróleo do Pré-Sal por R$ 6,15 bilhões, somados ocupam uma área de 7.977 km² e estimam reservas de cerca de 12 bilhões de barris de petróleo. Empresas como a Exxon (EUA), Chevron (EUA), Statoil (Noruega), Repsol (Espanha), Shell (EUA), British Petroleum Energy (responsável pelo desastre ambiental no Golfo do México em 2011 e que tem sede na Inglaterra) foram as maiores empresas estrangeiras beneficiadas com este leilão.

Para agravar a situação, entrou nesse mês de novembro em vigência a “nova lei de partilha”, Projeto de Lei 131/2015, de autoria do senador José Serra (PSDB), onde a Petrobras deixa de ser operadora única da exploração do Pré-Sal, desobrigando sua participação mínima de 30% dos campos licitados e permitindo que empresas estrangeiras explorem nosso petróleo.

A politicas do governo golpista seguem numa direção oposta aos interesses nacionais e do povo brasileiro. Em primeiro lugar, retira do povo brasileiro a garantia de que a riqueza produzida pelo Pré-Sal seja investida no país. Também compromete que a destinação dos royalties do Pré-Sal sejam enviadas para Saúde e Educação públicas.

Essas medidas também afetam negativamente a indústria nacional. Já que as empresas estrangeiras irão priorizar encomendas de insumos, equipamentos, plataformas e navios no exterior. Prejudicando toda indústria naval, de petróleo e gás brasileira, gerando desemprego e prejuízos incalculáveis para economia nacional.

Anúncios