Presidente do Banco Central confirma que pretende usar recursos públicos para ajudar bancos privados

O mesmo governo golpista que aprova a revogação da CLT, sanciona a Terceirização sem limites, edita a portaria nefasta do trabalho escravo e que quer acabar com a aposentadoria do povo brasileiro, está elaborando plano econômico para socorrer os bancos privados de dificuldades usando dinheiro público.

Em audiência pública realizado no Senado Federal, o presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, ex-economista-chefe e sócio do Itaú Unibanco, afirmou que o governo golpista Temer trabalha plano de recuperação econômica de bancos privados. A ideia é usar recursos do Tesouro Nacional para salvar os bancos em caso de dificuldades.

“Estamos trabalhando no projeto há algum tempo. (…) É uma questão estrutural. Se isso não for pensado, na hora do aperto quem vai pagar é a gente. Ele (projeto) é bom para a questão fiscal.” disse o presidente do BC.

Em outro momento, Ilan Goldfajn, chegou a sugerir o desemprego, reduzir o consumo das famílias e ajustar para baixo o salário mínimo com forma para conter a inflação.

“Não está claro se há consciência na sociedade de que para manter a inflação sob controle possa ser necessário temporariamente reduzir o consumo e desaquecer o mercado de trabalho”, Afirmou Ilan Goldfajn. (Artigo publicado na Folha de São Paulo).

Por anos consecutivos os bancos privados bateram recordes de lucro. Em 2016, o Itaú registrou o maior lucro entre os bancos, R$ 21,6 bilhões. O Bradesco ficou com ganhos de R$ 15,084 bilhões no ano passado e o espanhol Santander com R$ 5,533 bilhões.

Em 2016, segundo dados, o Itaú é o banco com o maior patrimônio líquido, R$ 115,59 bilhões, seguido por Bradesco (R$ 100,4 bilhões). Em termos de valor de mercado na Bovespa, o Itaú também lidera, avaliado em R$ 252 bilhões no fechamento da Bovespa na véspera, seguido pelo Bradesco (R$ 179,7 bilhões), Santander (R$ 132,3 bilhões).

Anúncios