GOLPISTAS RENDIDOS EM CARACAS

Nessa madrugada de segunda-feira 21 de janeiro, por volta das 2:50 da manhã (04:50 no horário de Brasília), um grupo de traidores à serviço de Washington proclamou um Golpe de Estado em um quartel na capital venezuelana, Caracas.
Os golpistas postaram vídeos no Twitter para tentar criar um clima de terror, roubaram um lote de armas e sequestraram quatro pessoas, sendo dois oficiais e dois militares da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), ameaçando assassiná-los.
Segundo o ministério da defesa,

“Un reducido grupo de asaltantes adscritos al comando de zona Nro. 43 de la Guardia Nacional Bolivariana, traicionando su juramento de fidelidad a la Patria y sus instituciones, sometió al capitán Gerson Soto Martínez, comandante del puesto de coordinación policial Macarao”.


O grupo encontrou forte resistência dos oficiais e tropas profissionais. Não tardou até que a guarda dos trabalhadores armados resolvesse o motim para defender a revolução bolivariana. A defesa venezuelana afirmou que os militares foram “rendidos e capturados”. O ministro Vladimir Padrino López prometeu “todo o peso da lei” aos militares golpistas.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s