EUA reconhece golpista e Maduro rompe relações em retaliação.

Após Washington reconhecer o golpista Juan Guaidó como “presidente interino” da Venezuela nesta quarta (23 de janeiro), o presidente em cargo, Nicolás Maduro, retaliou anunciando rompimento das relações diplomáticas com os EUA e deu 72 horas para que seus funcionários deixem o país.

Em resposta, os EUA ameaçou utilizar “todas as opções” se Maduro responder as provocações golpistas com a força. Mike Pompeo “recomendou” que o presidente deixe o cargo.

Todos os cães do imperialismo Itamaraty, Colombia, Paraguai e Chile) obedeceram os EUA e reconheceram o golpista como presidente.

Multidão em frente ao Palácio Miraflores

O país latino americano é vitima de uma guerra hibrida desde 2002, quando golpistas falharam em conquistar o poder ante o comandante Hugo Chávez, liderança incontestável do povo venezuelano.

Desde a morte de Chávez, a oposição voltou a tentar, por diversas vezes, golpear o governo Maduro, vencedor de inúmeras eleições, chegando até a tentativa de assassinato e terrorismo.

Não à guerra na Venezuela! Queremos paz e integração na América Latina.

Todo apoio à Maduro e ao povo venezuelano em sua luta por soberania. Não à ingerência do imperialismo!

#NãoUsemNossosFilhosNessaGuerra #LasCallesSonDeChavismo #YankeeGoHome

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s