Venezuela aprova preparação de plano para mobilização diante de provocação dos EUA

Nessa sexta-feira, dia 15 de fevereiro, o presidente legitimamente eleito da Venezuela, o senhor Nicolás Maduro, deu a ordem para que o Comando das Forças Armadas prepare um plano de mobilização permanente diante das provocações dos EUA na fronteira com a Colômbia.

“Temos que estar bem mobilizados para defender nossa terra, para desmontar qualquer provocação”, disse o mandatário Venezuelano em reunião com o Alto Comando.

Durante a Reunião com membros das Forças Armadas Nacional Bolivarianas (FANB) para revisão de operação de defesa integral do território pelo bicentenário de Amgostura, o presidente pediu para defender a fronteira diante das provocações, atos de terrorismo e atentados de organizados pelo governo de Washington .

CUBA DENUNCIA CONCENTRAÇÃO DE TROPAS DOS EUA NA AMÉRICA DO SUL E CARIBE

O pedido de mobilização do Exército venezuelano ocorre diante do envio de tropas norte-americanas para região. Havana acusou os Estados Unidos de estarem posicionando forças especiais mais perto da Venezuela em segredo como parte de um plano para intervir no país sul-americano com o pretexto de uma crise humanitária.

Entre 6 e 10 de fevereiro, aeronaves militares de transporte voaram para o Aeroporto Rafael Miranda de Porto Rico, para a Base Aérea de San Isidro, na República Dominicana, e para outras ilhas caribenhas localizadas estrategicamente, provavelmente sem o conhecimento dos governos destas nações”, afirmou a declaração.

“Estes voos decolaram de instalações militares americanas a partir das quais unidades de Operações Especiais e do Corpo de Fuzileiros Navais operam, que são usadas para ações sigilosas.”

GOLPISTAS PROMETEM PROVOCAÇÕES NO DIA 23 DE FEVEREIRO

Depois que Guaidó se declarou presidente interino da Venezuela no mês passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, imediatamente reconheceu Guaidó como o líder legítimo do país. Desde então, os EUA prometeram “ajuda humanitária” a Guaidó, foram montados centros de “apoio” para a provocação no Brasil e na Colômbia, e aplicaram-se novas agressões econômicas ao governo do Presidente Maduro.

No dia 22, a provocação será feita pelo milionário Richard Branson que prepara um Live Aid para a Venezuela, dia 22 de fevereiro, na cidade de Cácuta na Colômbia, fronteira com a Venezuela.

EUA AMEAÇAM RÚSSIA CASO ENVIE AJUDA MILITAR.

Nessa semana, o presidente do Comitê de Serviços Armados do Senado, Jim Inhofe, disse que Washington poderia intervir na Venezuela se a Rússia ousar estabelecer uma base militar não apenas lá, mas “no nosso hemisfério”. Em um show de arrogância o governo norte-americano acredita ser dono do hemisfério ocidental.

Os EUA mantêm cerca de 800 bases militares em mais de 70 países em todo o mundo, com uma posição em todos os continentes. O Exército dos EUA divide o globo em seis áreas de responsabilidade do Comando Combatente, que visa agredir e dominar essas regiões do mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s