Trump mente e estimula o Terrorismo, diz Ministro da Defesa

O ministro da Defesa venezuelano, Vladimir Padrino López, taxou o discurso dirigido pelo presidente dos EUA, Donald Trump, aos militares venezuelanos como sinal de “arrogância”, “prepotência” e “apologia ao terrorismo”.

Na última segunda-feira, dia 18 de fevereiro, Trump, em seu discurso em Miami, fez “apologia ao terrorismo” ao homenagear um assassino venezuelano, o mercenário Óscar Pérez, que roubou um helicóptero e fez dois ataques à sede do Supremo Tribunal de Justiça e ao Ministério do Interior e Justiça, atirando contra jornalistas e granadas contra uma creche repleta de crianças, em Caracas, em 27 de junho de 2017.

Após autorização do Presidente Nicolás Maduro, o Ministro da Defesa da Venezuela, Padrino López, descreveu como mais grave que o presidente dos EUA ” queira comandar as Forças Armadas Nacional Bolivarianas (FANB) e tentar dar ordens aos nossos soldados e soldadas da Venezuela.

“Se Trump quer dar seus conselheiros políticos devem seguir as leis, porque para ser comandante em chefe da FANB, você deve ser um venezuelano de nascimento, fazer uma carreira política na Venezuela, concorrer a eleições e ganhar com a maioria dos votos. E você não preenche nenhum dos requisitos”, disse ele, referindo-se a os requisitos para ocupar o cargo da presidência, de acordo com a Constituição daquele país.

O Ministro afirmou que Trump pretende “dar ordens aos militares venezuelanos” para promover um confronto sob o pretexto de “ajuda humanitária”. “As Forças Armadas jamais aceitarão ordens de qualquer governo ou poder estrangeiro” e “as ameaças, a chantagem, tentativas de corrupção e a coerção não fragmentarão sua unidade”, disse.

TRUMP MENTE SEM NENHUMA VERGONHA

Em seu discurso que durou apenas 30 minutos Trump mentiu vergonhosamente, usou uma série de dados falsos e acusou o presidente Nicolás Maduro de ser agente de Cuba. O único agente que existe na Venezuela com pretensões de ser presidente é Guaidó, um claro espião da CIA naquele país.

Em resposta a esta provocação barata de Trump, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodriguez Parrilla, negou categoricamente na terça-feira as acusações de Washington sobre a presença de supostos soldados cubanos na Venezuela e reiterou a total cooperação de seu governo com o país sul-americano.

“A acusação do presidente dos EUA de que Cuba mantém um exército privado na Venezuela é infame, e peço que ele apresente provas, e nosso governo rejeita essa calúnia nos termos mais fortes e mais categóricos”, afirmou.

O Presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, também criticou o discurso “ameaçador” e “ofensivo” de Trump, e pediu uma “mobilização pela paz” em uma América Latina convulsionada pela crise na Venezuela.

“Discurso prepotente, cínico, imoral, ameaçador, ofensivo, entrometido, hipócrita, belicoso e sujo do Presidente Trump. Nossa resposta: mobilização pela paz e contra a intervenção imperial na América Latina “, escreveu Díaz-Canel em sua conta oficial no Twitter.

GOVERNO DOS EUA QUEREM GUERRA GENERALIZADA NA AMÉRICA LATINA

Jonh Bolton, Secretário de Segurança dos EUA, o ser que Jair Bolsonaro bateu continência, considera os atuais governos da Nicarágua, Venezuela e Cuba como a “troika da tirania”, que gera instabilidade na região e causa sofrimento humano. Na segunda-feira, Donald Trump sugeriu invadir esses países para derrotar o socialismo e o comunismo.

Daniel Ortega tornou-se presidente da Nicarágua em 1985 após liderar a Revolução Sandinista de 1979. A Administração Ronald Reagan alocou uma ajuda financeira considerável em apoio a uma força paramilitar contrarrevolucionária composta por ex-membros da Guarda Nacional da ditadura derrubada. O país viveu mergulhado em uma guerra civil que durou praticamente uma década.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s