Entreguistas e Inúteis: Generais traem o país e entregam a Embraer para os EUA.

A Justiça Federal do Estado de São Paulo concedeu liminar suspendendo a realização da assembleia dos acionistas da Embraer, que aconteceria nessa terça-feira, dia 26/02. A decisão atendeu ao pedido conjunto de sindicatos de trabalhadores, incluindo o dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, de Araraquara e Américo Brasiliense, de Botucatu e Região e a Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos.

O documento elaborado pelos sindicatos cita, ao todo, 25 itens considerados pelos autores da ação ilegais e antinacionais. Entre elas, o fim da Golden Share (o poder de veto que tem o governo do Brasil), a exclusão das garantias de emprego e da propriedade intelectual da Embraer que serão concedidas para o uso da Boeing.

A Embraer deve entregar na bandeja para a Boeing a licença de uso e produção do KC 390, um avião para transporte tático/logístico produzido e de autoria dos brasileiros e dos caças gripen nacionais. O documento assinado pelo entreguista maior, Jair Bolsonaro, diz que a “nova Embraer” será controlada pelas leis dos Estados Unidos. A administração da Embraer será feita pela EB Defense LLC, com sede em Delawere, EUA, criada unicamente para roubar a nossa Embraer.

Os Autores da ação identificaram que existem riscos ao país e violações legais decorrentes da realização da transação. A Boieng quer comprar a Embraer por US$ 5,26 bilhões e vai deter 80% da mesma. O nosso foco não deve ser debater valores, pois a empresa produz ciência e não deve ser vendida ainda que desse prejuízos, o que também não é o caso. Porém, se analisarmos o valor real da empresa, percebemos que os generais são cúmplices de um assalto ao aceitar a venda por um valor extremamente baixo. Segundo o The Wall Street Journal, o valor da Embraer seria de US$ 20 bilhões em valor de mercado e mais 13 bilhões em patrimônio. Claro que esses valor de 33 bilhões é apenas um parâmetro, pois o valor é pode ser muito maior, já que os próprios norte-americanos dão cifras altas.

Já está claro pelo próprio contrato que não se trata de “parceria”, mas sim de fusão, compra, ou melhor, roubo da Embraer. Todo esse crime cometido sob a tutela do governo militar. O “homem de nível” segundo Ciro Gomes, o general-presidente de fato, Augusto Heleno, está à frente da entrega da empresa para os norte-americanos. Os mesmos que tem a missão constitucional de preservar a soberania do país e a indústria aeroespacial, são os primeiros a trair e entregar as riquezas do Brasil.

Os militares estão tirando do Brasil a possibilidade do país se defender ao destruir nossa indústria militar e aeroespacial, além de permitir toda a pilhagem dos nossos recursos com as privatizações e essas “reformas” demolidoras de direitos.

Na outra parte, os sindicatos querem que por meio da iniciativa parlamentar, seja convocado o plebiscito para avaliar a vontade popular, com consulta ao povo, sobre a venda da Embraer. Sem dúvida, essa iniciativa dos sindicatos tem nosso apoio e estaremos empenhados em ajudar em tudo que seja possível para impedir o roubo da Embraer pela Boeing.

Todo apoio ao plebiscito contra a entrega da Embraer!

Fora generais traidores!

Abaixo o governo golpista e militar!

Anúncios

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s