Com a moral baixa, os expurgos tem novo início no seio do golpismo.

Na manhã desta quinta (21), o ex-vice presidente golpista, Michel Temer, foi preso pela força-tarefa da Lava-Jato. A nova fase da operação golpista também faz buscas por Moreira Franco.

A estratégia não é nova: um inimigo do povo, figura com baixíssima popularidade, preso por uma força-tarefa também inimiga do povo em busca de popularidade. Isso se dá no momento em que a operação golpista Lava-Jato está com a moral baixa, depois do escândalo envolvendo 2,5 bilhões de reais em propina do departamento de Estado dos EUA para os cabeças-chefe da Lava-Jato.Os golpistas também temem a força que o movimento Lula Livre está ganhando nacional e internacionalmente, como ficou claro no último sábado (16), quando mais de 1.200 lideranças populares marcaram presença no Encontro Nacional Lula Livre, em São Paulo.

Essa operação confunde até setores da esquerda que, saturados dos desmandos antinacionais e antipovo de Temer, comemoram sua prisão. Só parecem não se importar que ele tenha sido preso por quem desde 2014 conspirou contra Dilma, Lula e o PT, além de ameaçar o Brasil enquanto Estado-Nação, atacando nossa indústria de defesa e nossos pilares econômicos.

No Rio de Janeiro também foi assim. Aproveitaram-se da baixa popularidade de figuras como Cabral, Pezão e Picciani, para prender importantes figuras da política fluminense, o que não significa que sejam figuras honradas, na Operação Cadeia Velha. À época, nós, do Voz Operária RJ, afirmávamos que essa operação seria o prelúdio para uma intervenção federal no Rio de Janeiro. Em resposta, fomos duramente criticados por setores ultra-esquerdistas por nos posicionarmos contra a prisão dessas figuras antipopulares. Dito e feito, o golpe avançou e, semanas depois da operação Cadeia Velha, no dia 16 de fevereiro de 2018, seria decretada a Intervenção Militar no Estado do Rio de Janeiro, que resultou na morte da companheira Marielle Franco, do PSOL, e levou ao poder um governador que nunca recebeu nem um único voto. A intervenção também teve resultados desastrosos: aumentou a criminalidade e atores estranhos ao Estado, como o PCC, passaram a assumir um papel de destaque em todas as regiões onde a intervenção avançou, além de crimes contra a humanidade.

No ano passado, no âmbito da investigação que quase rendeu a prisão do golpista Aécio Neves, escrevemos um artigo sobre as políticas fascistas que, desde sempre, usaram de bodes expiatórios para se legitimarem e ganharem apoio popular para avançar sua política contra esse mesmo povo.

O golpista Temer foi preso, mas antes de comemorar, deveríamos pensar em quem o prendeu. Não devemos jamais entrar em euforia em razão das prisões da operação golpista com sede na CIA. Mas, pelo contrário, devemos repudiá-las. Nenhuma prisão da lava jato é portanto legal ou justa, e menos ainda passível de felicitações da esquerda. Pelo contrário, devemos exigir sua anulação. O objetivo dessa operação é clara: ser uma ponte para o imperialismo mandar e desmandar na nossa política nacional, destruir o nosso país enquanto estado-nação e escravizar o nosso povo. Qualquer que seja a prisão feita no âmbito dessa operação só tem a atender a esses interesses.

Não devemos nunca concordar com prisões, principalmente com prisões feitas pelos inimigos do povo no meio de um estado de exceção. Para ser ainda mais claro, quem tem a chave da cadeia são eles, não nós. Já prenderam nosso presidente Lula. O próximo pode ser você.

Exigimos:
Fim da operação golpista tramada pela CIA, a Lava-Jato;
Fim das prisões políticas e anistia para todos os presos pelo golpe;
Punição em um tribunal popular para todos os golpistas traidores da nação;
Liberdade imediata para o nosso presidente Lula!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s