Como mercenários financiados pelos EUA incendiaram usina na Venezuela?

O ministro das Comunicações, Jorge Rodríguez, disse à imprensa como o sistema venezuelano de eletricidade foi sabotado novamente.

Para isso, ele primeiro explicou como funciona o sistema elétrico nacional: a Venezuela é interconectada por uma fiação complexa (linhas de transmissão) que Rodriguez chamou de “avenidas” (com capacidade para 765 KVA), “rodovias” (400 KVA) e “ruas” ( 230 KVA), como você pode ver no gráfico a seguir.

Usinas hidrelétricas no leste da Venezuela geram o que é transmitido por essas estradas. As linhas de 765 KVA partem de Guayana, levam eletricidade para a capital e regiões centrais e atravessam o centro do país até chegarem a Yaracuy.

Existem três usinas hidrelétricas:

Guri (Simón Bolívar), uma das maiores da América Latina. Possui 20 máquinas, 10 delas capazes de gerar 800 KVA.
Caruachi (Francisco de Miranda). Tem 12 máquinas de 400 KVA.
Macagua (Antonio José de Sucre). Possui 20 geradores de 115 KVA e 400 KVA.

A água das barragens passa pelas turbinas e, quando rodadas, produzem eletricidade, que vai para os pátios de processamento e para sua posterior distribuição por todo o país.

O incêndio, causado por disparos de atiradores, foi gerado nos pátios de processamento. Rodriguez explica: “Lá vem a eletricidade, e ela é coberta por isoladores cerâmicos, cujo nome é bucha, entre os isoladores cerâmicos e o cabo que transmite a eletricidade que há óleo, esse pátio repousa sobre 90 mil litros de óleo”.

Os atiradores disparam contra a infraestrutura do pátio de transformação do Guri de uma colina a 150 e a 110 metros do complexo, como mostra a imagem a seguir.

O pátio onde ou fogo começou localizava-se no centro de todos os demais pátios de transmissão. Rodriguez não hesitou em dizer que o objetivo era que fogo se alastrasse para os outros pátios e também que fosse para os cabos de transmissão”, fato que levaria o reparo durar alguns meses.

O jornalista Daniel Quintero publicou em sua conta no Twitter que os supostos francos atiradores que produziram esse ato de sabotagem foram presos no estado de Bolívar.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s