Militares planejam entregar empresa de submarinos aos gringos

Mais uma vez, o Alto Comando das Forças Armadas trai o povo brasileiro e comete crime de lesa-pátria. Dessa vez, o generais planejam entregar informações importantes do Programa de Construção de Submarinos (PROSUB) ao imperialismo. Aqueles que deveriam defender a nação são os primeiros à traírem a pátria e negarem o nosso direito de defesa. As Forças Armadas são um braço de ocupação colonial do imperialismo dos Estados Unidos.

O assessor de Relações Institucionais da Itaguaí Construções Navais (ICN), Daniel Fernandes Mendonça, revelou que estão em andamento mudanças no estatuto da empresa, o que permitiria sua entrega ao empresas estrangeiras. Segundo Mendonça, o modelo que inspira a mudança é o da Embraer, empresa que foi entregue à Boeing com autorização do GSI [Gabinete de Segurança Institucional].

A ICN é também formada pela Odebrecht Defesa, mas tem a Marinha do Brasil como detentora de uma ação preferencial do tipo golden share. Lembrando, a Lava-Jato foi denunciada por ter firmado um tratado com os Estados Unidos, estimado em R$ 8,5 bilhões para repassar informações sigilosas da Odebrecht à inteligência estadunidense.

Criada em 2009, a partir do acordo governamental entre o Brasil e a França, a ICN é a empresa responsável por receber, reter e desenvolver a tecnologia francesa assegurando que o país seja autônomo na construção de seus próprios projetos de submarinos e outros sistemas navais semelhantes”, informa a página oficial da companhia.

A Marinha tem hoje cinco submarinos convencionais com propulsão diesel-elétrica, o mais antigo deles fabricado na Alemanha e os demais no Brasil. O acordo de transferência de tecnologia entre Brasil e França para a fabricação do submarino nuclear, além de outros quatro convencionais, foi assinado pelos presidentes Lula e Nicolas Sarkozy em 2009, como parte da parceria iniciada no ano anterior, e integra a Estratégia Nacional de Defesa.

A construção do submarino com propulsão nuclear é fundamental para defender o Pré-Sal e a nossa Amazônia Azul [que se refere às riquezas localizadas na nossa costa ]. Só três nações – Brasil, Estados Unidos e Rússia, além de figurarem entre as dez com as maiores territórios, populações e economias do planeta, possuem urânio e dominam todas as etapas tecnológicas para o uso pacífico da energia nuclear. 

Os submarinos é poder dissuasório, isto é, desestimulam o inimigo a atacar. Difíceis de detectar quando submersos, aproximam-se despercebidos do alvo e isso os torna especialmente temidos. Além disso, a ação antissubmarino é muito dispendiosa.

Entenda mais sobre o programa nuclear. Nessa entrevista podemos acompanhar as preocupações patrióticas desse impostante cientista. Um dos maiores físicos brasileiros, cidadão emérito do Rio de Janeiro, ex-presidente da Eletronuclear, responsável pelo Programa Nuclear e a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro (em construção). Almirante Othon é um preso político do golpe, perseguido e preso pela Operação Golpista Lava-Jato, condenado absurdamente à 43 anos de prisão pelo juiz Moro. Hoje o Almirante Othon está em liberdade para tratamento de uma doença grave.

Segunda entrevista. Responde ao processo judicial da Lava-Jato, altamente comprometido, que sabotou o programa nuclear brasileiro.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s