Dirceu não vai ficar para trás!

Primeiro preso político do projeto golpista para o Brasil, José Dirceu tem rodado o país em liberdade reconhecidamente provisória por ele próprio. Ontem (16), o juiz golpista Luiz Antônio Bonat do TRF4 emitiu novo pedido de prisão. Dirceu deve se entregar à PF até às 16h de hoje (17) para cumprimento imeditado da pena de 8 anos e 4 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro — os mesmos supostos crimes de Lula.

Sua nova condenação se dá por uma suposta fraude em contratos com uma empresa fornecedora da Petrobras, a Apolo Tubulars. Essa empresa brasileira fabrica e as tubulações para extrair petróleo em águas profundas da camada do pré sal. Essa é a segunda condenação sem provas de crime de Dirceu no âmbito da Lava Jato, e só mais uma das várias condenações da operação que só fez promover ataques à soberania econômica brasileira.

Dirceu foi condenado na primeira vez pelo então ministro do STF, Joaquim Barbosa, no âmbito do “mensalão”. Hoje já se avalia que a operação jurídico-midiática foi a primeira pretensão golpista, mas que falhou por não haver a correlação de forças suficientes para forçar uma Revolução Colorida, processo que só veio a acontecer em junho de 2013.

À época, a esquerda capitulou ao moralismo pequeno-burguês e não defendeu seus dirigentes como deveria ter feito. Agora é hora de correr atrás do prejuízo e colocar em pauta a auto-defesa dos nossos militantes até as últimas consequências. Vemos no exemplo venezuelano a verdade na fala de Dirceu em entrevista à Monica Bergamo, da Folha de São Paulo, publicada em 20 de abril de 2018:

Toda vez que no Brasil há um crescimento muito grande das forças políticas sociais, populares, de esquerda, nacionalistas, progressistas, democráticas, isso acontece. De 1946 a 1964, o Brasil viveu sob expectativas de golpe contra governos trabalhistas, getulistas. O Juscelino só tomou posse porque o Lott deu o contragolpe.
Só teve a posse do Jango porque Brizola se levantou em armas. Aliás, só derrotamos tentativas de golpe quando a gente tem armas. Estou falando sério.

Publicamos aqui uma saudação calorosa em apoio à nossa Vakinha online para custear a compra de equipamentos para montarmos uma gráfica, enviada à nós pelo companheiro José Dirceu em um evento de Campo Grande (RJ) no mês passado.


Não é a primeira vez que Dirceu nos manda apoio. Em setembro de 2018, em função do anúncio da nossa filiação coletiva ao Partido dos Trabalhadores, Dirceu também foi solidário:


Dirceu também enviou um áudio via Whatsapp nessa noite de quinta informando sobre essa nova batalha que se aproxima:


Novamente, agradecemos seu apoio solidário e respondemos com o mesmo entusiasmo: Dirceu não vai ficar para trás! O editorial Voz Operária RJ e os trabalhadores patriotas de todo o Brasil estão contigo. Seguiremos no combate por sua liberdade, comandante!

Exigimos liberdade para todos os presos políticos e o fim da Lava Jato golpista! Punição para os traidores da Pátria!

Lula Livre, Dirceu Livre! Devolvam nosso país!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s