A educação nos governos petistas: Investimentos Diretos

A primeira questão que precisa ser analisada são as falácias; para abordar a realidade sobre os investimentos em educação na última década no Brasil e desmistificar o mito dos poucos investimentos na educação pública nos governos petistas.

A primeira questão é analisar os investimentos diretos, em gastos correntes, em educação para entender como foram estas políticas de investimento público.

A começar pelo FUNDEF (1998) e FUNDEB (2006), se associarmos o crescimento desses fundos de investimentos temos duas curvas distintas, uma de 2000-06 (Crescimento total de 104,5%, com média de 14.9% ao ano) e outra de 2006-12 (Crescimento total de 193,6%, com média de 27,6% ao ano), mostrando um crescimento de 85% nos investimentos federais na educação a partir do segundo mandato do governo Lula, reforçando a importância da criação do FUNDEB para alocação de investimentos federais, que estão presentes no site do MEC.

Parte importante desse crescimento possui correlação direta em como o FUNDEB foi capaz de complementar os investimentos aos estados que não conseguiram alcançar o custo/aluno médio estipulado a cada ano, que pode ser visto no site do FNDE; crescimento representado também pelo aumento do orçamento do FNDE percebido também nesses dois períodos distintos, com um crescimento de 91,6% em 2000-06 e um crescimento de 320% em 2006-12.

Já a mudança organizativa em 2006 em relação ao modelo de arrecadação do Salário Educação não necessariamente criou aumento da arrecadação dessa origem, tendo um aumento de arrecadação de 150% no período 2000-06 em detrimento a um aumento de 113% em 2006-12, mudança esta que pode ter relação com o aumento das isenções tributárias pós 2006, comprovando que mesmo com a diminuição de arrecadação de uma fonte não houve cortes na pauta.

As falácias da extrema-esquerda que teima em afirmar que os governos petistas sempre tiveram relação com o neoliberalismo e o desmantelamento da educação nacional pelo Governo Federal não se sustentam pela comprovação que os governos petistas antes do golpe implantado pelo PSDB pós derrota em 2014 e das marchas reacionárias de 2013 foi representado por imenso crescimentos nos investimentos federais na educação nacional.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s