Enquanto Brasil retrocede, Bolívia desenvolve programa nuclear

Enquanto os militares golpistas traidores da pátria destroem o programa nuclear Brasileiro: Perseguindo e prendendo o Almirante Othon, entregando nosso urânio, fechando o programa do submarino nuclear entre outros, a Bolívia inicia o seu programa nuclear.

Na última, quinta-feira, dia 11 de julho, em Moscou, capital da Federação Russa, a Bolívia e a Rússia assinaram o acordo para finalizar o processo de construção do reator nuclear localizado na maior altitude do mundo, na cidade boliviana de EL Alto. O projeto será finalizado pela construtora russa Rosatom.

Assim, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou após uma reunião com o presidente Evo Morales

“É um projeto único. O reator será colocado a uma altura de cerca de 4000 metros acima do nível do mar. Até agora, não houve nenhuma experiência semelhante em nível mundial “.

O líder russo também ressaltou que o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Nuclear, localizado na cidade de El Alto, a cerca de 20 quilômetros da capital boliviana, dedicará seus esforços à pesquisa no campo do uso pacífico da energia nuclear, em vários setores da indústria, geologia, medicina e agricultura.

Bolívia e Rússia começaram sua cooperação desde 2015 para o desenvolvimento da energia nuclear para uso civil no país sul-americano. O governo boliviano criou a Agência de Energia Nuclear da Bolívia (ABEN) em abril de 2016, um mês após a assinatura do acordo para a construção da usina.

Então, em setembro de 2017, a ABEN assinou o contrato geral com a Rosatom, que investiu aproximadamente US$ 500 milhões em diferentes projetos na Bolívia, segundo Putin.

Em seu caminho para dar os primeiros passos no uso pacífico da energia atômica, La Paz também estabeleceu outros projetos e cooperações com diferentes países, incluindo a Argentina, cujos especialistas planejam construir três centros de medicina nuclear nas cidades de La Paz, El Alto e Santa Cruz.

Russia e Bolívia também construíram uma universidade especializada para formar técnicos e engenheiros para operar as usinas. Já foram distribuídas mais de 260 bolsas de estudos para jovens e adultos bolivianos. Segundo Evo Morales, também reforçou que a universidade estudará projetos para dar um salto tecnológico e científico na área agroindustrial. A universidade também conta com complexo medico farmacêutico para estudo e prevenção do câncer e outras doenças. O centro de oncologia é uma prioridade e começara operar no ano que vem.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s