Intentona miliciana tenta golpear governos do PT e fraudar eleição no nordeste

O golpe de 2016, derrubou a República de 1988. A Ditadura Militar emerge do golpe. Encabeçada pelo Governo do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) atacou as bases da economia nacional, a classe trabalhadora e transferiu o poder local, anteriormente concentrado nas mãos das oligarquias para os militares e judiciário.

Este processo de substituição do poder local iniciou-se no golpe, em especial no episódio da Operação Cadeia Velha no estado do Rio de Janeiro. Na ocasião, os militares e Lava-Jato destruíram a oligarquia representada na ALERJ (Assembleia Legislativa) pelo MDB e substituíram pela Intervenção do Assassino general Braga Netto e o governo miliciano de Witzel.

O avanço dos militares e da Lava-Jato foi estancado no nordeste. Apesar de todos os ataques do golpe de Estado e da farsa eleitoral de 2018, o bravo povo nordestino elegeu os governos populares do Partido dos Trabalhadores e derrotaram o avanço do golpe.

O golpe não é algo contínuo e sem contradições. O golpe avança de maneira gradual, assimilando ou destruindo as oligarquias e promovendo modificações no Estado brasileiro.

Os acontecimentos recentes envolvendo o amotinamento de Forças policiais, consiste no processo de avanço do golpe de Estado na região nordeste. Construindo os elementos para a Ditadura Militar inviabilizar ou intervir nos governo populares do PT .

A intentona golpista, liderada pelo aliado miliciano de Bolsonaro, o Cabo Sabino (ex-deputado do Avante) esgotou, unilateralmente, as negociações com o governo estadual e partiu para o terror, violência e amotinamento contra a povo. Criminosos encapuzados invadiram às delegacias, impusseram toque de recolher, agressões, ameaças de morte, e destruição de patrimônio público e privado.

Enquanto isso, o governador Camilo Santana do PT negociou com as associações da categoria o aumento de aproximadamente 30%, representando um salto de R$ 3. 200 para R$ 4.500, escalonado até 2022. Entretanto, o aumento do trabalhador brasileiro em 2020, foi somente de R$ 998 para R$ 1045, cerca de 4,1% de reajuste.

Através do governo do GSI, representado pelo traficante de cocaína general Heleno, os militares estão reorganizando a inserção do Brasil no tráfico internacional de drogas. As forças Armadas dão apoio logístico e o Judiciário dá o anteparo legal para que o Narcosul controle as rotas de tráfico de drogas, armas e produtos contrabandeados, e financiem os grupos armados que controlam os territórios. Para tanto a nacionalização das milícias e a carterização do crime organizado são essenciais para o avanço do golpe no Brasil e América Latina. O amotinamento de milicianos no Ceará, às véspera do carnaval, instaura o medo nos cidadãos com intuito para justificar a intervenção militar. O governo do GSI instalou o GLO (Garantia de Lei e da Ordem) enviando o Exército para o Estado. O GLO atropelou a decisão do Governador Camilo Santana (PT) que acionou o Ministério da Justiça e Cidadania para o envio da guarda nacional e estabilizar à segurança pública no Estado.

No dia 21 de fevereiro, a organização autodeclarada “Policiais Antifascistas”, emitiu uma nota em defesa da intentona miliciana sem apresentar nenhum dado salarial da categoria ou pauta de reinvindicação. Não há perda salarial para esses criminosos fardados da segurança pública do estado do ceará. Enquanto a classe trabalhadora brasileira sofre a precarização, perda de direitos e estabilidade do emprego. Não há dialogo com este grupo mentiroso que tenta confundir o movimento social parecendo que somente estes lacaios de Bolsonaro perderam salário.

Todas as greves, a exemplo da greve dos petoleiros foram fortemente atacadas pelos poderes. Com esse grupo miliciano não seria diferente. Fazemos coro com o governador Camilo Santana de não aceitar nenhuma anistia a estes milicianos que querem golpear o governo do partido dos trabalhadores. A intentona miliciana é um instrumento para preparar a farsa eleitoral. O ceará não será mais um reduto das milícias bolsonaristas.

Fora PM assassina!

Não ao golpe nos governos do PT!

Abaixo a intervenção militar!

Fora auto declarados fascistas antifascistas!

Um comentário

  1. Alguém buscando se auto promover, é capaz de tudo pelo poder, até simular ser baleado e se não duvidar armar complô para manter-se no poder através de simulacros. E culpar seus algozes.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s