1º de maio: dia de luta contra o golpe, o neoliberalismo e o genocídio do povo

O dia do trabalhador representa um universo de pensadores e lutadores, não existe um único dia onde a exploração não esteja ocorrendo sobre o lombo de nós trabalhadores, que também não tenham pessoas engajadas na luta pelos direitos de todos os trabalhadores e por uma emancipação de toda a forma de exploração que sofremos a cada dia.

Não somente a luta dos trabalhadores dos EUA em 1886 pela diminuição da superexploração das cargas de trabalho chegando ás 17 horas diárias é histórica para este dia, da maior conquista da classe trabalhadora, representada na conquista da sua emancipação no continente europeu, liderado por Lênin, a construção da União das Repúblicas Socialistas e Soviéticas, mas também as lutas ocorridas no Brasil na primeira Greve Geral ocorrida em 1917 nas lutas do ocorridas no Brasil e na conquista que tivemos na eleição de um operário na presidência da república.

Mesmo com todos os problemas atuais perante a doença COVID-19 e como os golpistas estão usando este diálogo para explorar e criar uma política de crescimento da repressão e de genocídio da população mais pobre do país, forçando diversas pessoas a ficarem horas em filas imensas com aglomeração para conseguir o auxílio que é nosso por direito, devemos usar este dia para lembrar que não existe “Dia do Trabalho” e nem existe “Colaborador”, somos todos trabalhadores e de que toda a riqueza provém de nossa força de trabalho e de que a nossa união e organização é a nossa única forma de combatermos o golpismo que propõe a implantação de medidas neoliberais a nós, retirando nossos direitos e levando a riqueza do país que com nossas mãos construímos para uma pequena dúzia de privilegiados que enriquecem a custa de nosso trabalho.

Não existe muito que se comemorar, já que desde 2005 o imperialismo, via PIG, prepara o caminho para a destruição do Estado-Nação Brasileiro, foram diversos golpes desde a campanha jurídica e política difamatória do Mensalão até sua forma melhorada em 2015 na Lava-Jato e o Golpe instaurado em 2016, são cerca de 4 anos perdendo direitos e uma política social inversa dos governos petistas; hoje estamos sem aposentadoria, investimentos congelados e com um governo ilegítimo que propõe que trabalhadores fiquem em filas quilométricas por um direito básico conquistado por meio da luta dos representantes dos trabalhadores no congresso, hoje o dia é de organização em nossos bairros, reestruturar os comitês de defesa em nossos bairros para nos protegermos desse ataque que estamos sofrendo sobre a mira dos militares reforçados pela COVID-19.

Devemos nos organizar e pedir um governo legítimo dos trabalhadores, sem as intervenções do imperialismo, pela soberania nacional, a favor da indústria nacional, por uma política de ganho real de nosso salário, contra o congelamento de gastos, por uma política de aumento e manutenção de nosso emprego com salários dignos e direitos trabalhistas retomados, por uma política de saúde popular e responsável como os exemplos de Argentina, China, Coreia do Norte, Cuba, Venezuela e Vietnã que em meio a pandemia mostram responsabilidade com seu povo e com a sua nação. Devemos retomar a luta por mais mídias alternativas dos trabalhadores, sejam no âmbito gráfico ou audiovisual, que retomemos uma política para a reconstrução de rádios comunitárias e que os trabalhadores retomem a rotina de terem acesso a um jornal que mostre a nossa luta e que esteja a serviço dos anseios da classe trabalhadora. Esses são os votos que nós do Jornal Voz Operária, a 71 anos levando informação científica na forma de jornal impresso e virtual, desejamos a toda a classe trabalhadora no nosso dia, que nossa luta continue e que estejamos unidos na linha de frente contra o golpismo e o neoliberalismo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s