Liberdade religiosa não é possível no golpe de Estado- Coluna

Por Pastor Daniel Elias

As religiões de matrizes africanas têm sido demonizadas pelos evangélicos no Brasil. E se você pensa que a origem disso é a bíblia ou Jesus está muito equivocado.

Tudo começou a aproximadamente quinhentos anos atrás, quando a religião cristã chegou no país através dos colonizadores. A primeira crença que foi perseguida foi a dos indígenas.

Infelizmente isso faz parte da natureza humana, o mais forte sempre quer oprimir o mais fraco. Como os mais fortes eram os europeus eles oprimiram os índios junto com seus costumes.

Já as religiões de matrizes africanas, chegaram nos navios negreiros junto com os escravos, e como toda sua dignidade foi humilhada, a religião deles também foi.

Os negros foram proibidos de praticarem seus rituais. O catolicismo romano pisava em sua fé. E hoje os evangélicos se sentem no direito de fazerem o mesmo. 

Os Estados Unidos é considerado pelos evangélicos brasileiros como um país protestante, e aquela história antiga do maior pisar no menor se repete, mas com atores diferentes. O protestantismo americano quer pisar na fé africana.

O evangélico brasileiro é tão prepotente que nem considera a sua fé uma religião, mas o único caminho que conduz a salvação. Isso é mentira, e falo com base bíblica. Ser membro de uma denominação não é garantia de salvação, mas a prática da misericórdia e da fé. E por falar em base bíblica alguém aí lembra de Jesus?

Será que o carpinteiro de Nazaré, seria capaz de perseguir uma religião diferente? Crentes já quebraram imagens de escultura, chutaram rituais e oram para que terreiros fechem. Até as músicas são intolerantes. Músicas do tipo “chuta essa macumba/pisa nesse alguidar”.

Mas eu quero lembrar que a igreja não pertence aos pastores nem aos padres. Esses são apenas serviçais e não tem o direito de estipular quem é salvo e quem não é. 

Jesus é o Senhor da igreja e ele nunca criticou uma religião. Nunca ofendeu ninguém por sua fé. Quando Jesus reprendia os fariseus não era pela crença deles, mas pela postura errada deles. Até porque os fariseus não reconheciam que Jesus era o Cristo, que é o maior fundamento do cristianismo. E ao invés do Mestre ofender eles por isso, os repreendia justamente pela intolerância, por se achar mais santos que os outros e usarem de má fé com os fiéis. 

Cristo também os criticava pela falta de misericórdia e por colocar doutrinas humanas acima do amor.O amor é a essência do evangelho.

E agora eu pergunto: perseguir uma pessoa por crer diferente de você é sinal de amor ou de ódio?

Agora percebam a contradição. Até hoje os judeus não reconhecem Jesus como Messias, fundamento primordial da doutrina cristã. Então por que os evangélicos não demonizam o judaísmo também? Essa é a prova que o repúdio dos evangélicos aos espíritas é preconceito de classe.

Os evangélicos devem um pedido de perdão aos irmãos da umbanda, quimbanda e candomblé.  E aos católicos também. Os crentes sempre criticaram os católicos por suas imagens de escultura e hoje fazem o mesmo usando utensílios judaicos dentro da Casa de Deus, como o menorah e a Arca da Aliança. Criticaram os espíritas pelo uso de amuletos, sal grosso e outras coisas semelhantes, e hoje tem pastor vendendo “rosa ungida”, “lenço abençoado”, e coisas do tipo.

Falaram tanto de simpatia e hoje tem um monte de igreja fazendo campanha nos cultos, aonde anotam seu nome, seu pedido e levam pro monte. Estão pagando a língua. 

É hora de nós fazermos uma reflexão sobre tudo isso, e mudar nossa postura.  Aprender a conviver com o diferente e respeita-los como são. É hora de pedir perdão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s