NO BRASIL O FASCISMO É O ANTIPETISMO E O NEOLIBERALISMO

A Rede Globo, maior articuladora da Frente Neoliberal (Ampla) e do golpe de Estado, tanto de 1964, quanto de 2016, tem sido o bumbo que marca em qual ritmo deve marchar os quadros dessa tal frente dos golpistas.

No dia 23/06 no Programa Momento da Política da Rádio CBN, que pertence a Rede Globo, Merval Pereira, um dos principais porta-vozes do golpe, mais uma vez veio a público para passar a orientação política de seus chefes (família Marinho). 

Para Merval, o fato de Lula não fazer parte do cavalo de Tróia da Frente Neoliberal, significa um isolamento total para o Partido dos Trabalhadores e Lula. Ele diz: “Cada vez mais PT e Lula têm menos força, no sentido de ficarem isolados”. E por isso, o partido e o Presidente deveriam abaixar a cabeça, adotar uma prática dócil e aceitar os mandos e desmandos da tal Frente Neoliberal.

Logo de primeira nota-se que a perspectiva burguesa em relação a isolamento e aproximação é extremamente abstrata, profundamente eleitoreira e completamente demagoga, já que, se tratando da questão das esquerdas no Brasil, de maneira concreta, as figuras e partidos citados por Merval, como o PDT de Ciro Gomes e o PCdoB de Flávio Dino, são quase que inexpressivos perto da dimensão da presença do PT e de Lula nas organizações de massas e também no campo eleitoral. E se esses possuem alguma popularidade mínima é justamente por terem suas imagens atreladas a parcerias políticas que tiveram com o PT e Lula. O que nos revela que esse suposto isolamento é uma criação artificial de uma popularidade inexistente para um campo político minoritário seja institucionalmente ou nos movimentos populares.

Segundo o ancora da CBN, o PT deveria largar de mão um suposto “rancor” e “visão radical” que possui de algumas figuras da Frente Neoliberal.

Toda essa ladainha em nome da suposta “democracia” visa minar as pautas que colocam o atual regime de exceção na berlinda. Merval quer dar um tom moralista para a questão justamente para confundir os setores mais atrasados dos trabalhadores, atribuindo os aspectos da rixa de compadre que a Globo tem com Bolsonaro, para as questões profundamente comprovadas enquanto atos inconstitucionais e golpistas, como foram a derrubada da Presidenta Dilma e a prisão e cassação dos direitos políticos do Presidente Lula.

Recentemente ficou comprovada a inconstitucional e, portanto, ilegal participação do FBI na condução da Operação Lava-Jato. Isso se soma a uma gama de provas que demonstram a clara interferência norte-americana nos assuntos internos do nosso país, exemplo disso foi o treinamento que os juízes, policiais e procuradores da esfera federal, receberam do Departamento de Justiça Norte-Americano em 2008 por meio do Projeto Pontes, que visava adestrar esses quadros justamente para perseguir o PT, destruir a indústria nacional e saquear o nosso petróleo do Pré-Sal. 

O Partido da Imprensa Golpista (PIG) tem concedido espaço de forma constante para esses elementos que compõem a Frente Neoliberal. Conforme destacamos no primeiro texto dessa série, a Globo News convidou FHC, Marina Silva e Ciro Gomes para falarem sobre democracia. Na ocasião aproveitaram para fazer sua chuva de calunias contra o PT e de demagogia sobre o governo Bolsonaro. Alias, governo este que Ciro, Marina, FHC e a Globo ajudaram a colocar lá, e trabalham para mantê-lo.

Outro episódio recente que merece destaque é a aparição de Guilherme Boulos (PSOL), um articulador da derrubada da Presidenta Dilma, junto ao líder do governo Bolsonaro no senado, Major Olímpio (PSL), na Globo News. Em outra oportunidade, Boulos também esteve junto a Kim Kataguiri (DEM e MBL). O curioso é que Guilherme Boulos, que possui coluna na Folha de São Paulo, fala grosso e manda seus capangas atacarem os militantes do Partido da Causa Operária (PCO) em sua sede, querendo que estes abaixem suas bandeiras vermelhas e se vistam de amarelo e azul (cores do PSDB, da Fiesp e dos bolsonaristas), assim como ocorreu em 2013 no inicio da operação golpista que procurava derrubar Dilma. Mas com Major Olímpio, Kim Kataguiri e FHC, eles falam fino e de maneira mansa, numa espécie de caso de amor.

Esses golpistas “cheirosos”, visam estabelecer uma manobra política de estelionato eleitoral e político de maneira sutil, passando a imagem de que eles são democratas. Quando na realidade, o trabalho sujo que fazem, é apenas para viabilizar a intensificação dos ataques ao PT, ao PCO e a qualquer militante que tenta fazer um verdadeiro enfrentamento ao golpe militar.

Recentemente, Michel Temer (PMDB) revelou que tem assessorado de maneira informal o governo Bolsonaro. Essa revelação é de extrema importância visto que Temer, o golpista que articulou junto ao PSDB a formulação da agenda de entrega do patrimônio nacional, de derrubada e perseguição do PT, faz parte da Frente Neoliberal. Nesse sentido, fica exposto o real sentido de constituição de tal frente, que na realidade apenas tem o objetivo de ser uma consciência crítica do governo, com a intenção de colocar o governo na linha e ao mesmo tempo tentando enfraquece-lo com sua base social, para se apoderar eleitoralmente dessa base e eleger o candidato do PSDB em 2022. Esse sempre foi o objetivo dos golpistas desde que perderam as eleições de 2014.

Esse papel de assessor do governo Bolsonaro não é de exclusividade de Michel Temer. Ciro Gomes, que se referia a Bolsonaro antes das eleições como amigo, também tem prestado suas contribuições para manter a estabilidade do regime golpista. Ele deu assessoria na tramitação da reforma da previdência, 3 dos 4 governadores do PDT deram apoio a Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018, seu irmão Cid Gomes (PDT) já se disse contrário ao processo de impeachment de Bolsonaro e votou no projeto do governo de privatização da distribuição de água e saneamento básico.

Outro que se prestou a esse papel, foi o Deputado Federal Marcelo Freixo (PSOL). Ele foi favorável ao Pacote Anticrime do infiltrado da CIA, o ex. juiz federal e ex. Ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, Sergio Moro. O pacote é uma verdadeira apologia ao encarceramento em massa e é de fazer inveja aos juízes da Santa Inquisição da Idade Média. Freixo também desistiu da sua candidatura à Prefeitura do Rio de Janeiro sob alegação de uma suposta luta da democracia contra o fascismo. Ao invés de apoiar a candidatura do PT, que após sua desistência lançou o nome da Deputada Federal Benetida da Silva, e retribuir o gesto diplomático do PT de ter apoiado a sua candidatura assim que este se lançou como pré-candidato, Freixo deu apoio para o candidato da base do governo Bolsonaro, que é o Eduardo Paes (DEM). Vale lembrar que o DEM foi um dos partidos que mais teve cargos ministeriais tanto no governo Temer, quanto no governo Bolsonaro, e vem segurando todos os processos de impeachment apresentados contra este último. Portanto, cai por terra o inflamado discurso de fim dos tempos, que na realidade é uma operação de pirotecnia para ludibriar a população e tentar garantir a sustentação do governo Bolsonaro.

Como vemos acima, fica cada vez mais claro como a Frente Neoliberal tem se colocado como empecilho para a vitória dos trabalhadores contra o golpe militar. Esse tipo de movimentação malabarista, que tem o objetivo de confundir e sabotar a luta dos trabalhadores, tem ficado a cada dia mais fácil de identifica, visto que os quadros da Frente Neoliberal, com o aprofundamento da polarização política, tem de expor de maneira mais aparente seu posicionamento alinhado ao ritmo do bumbo da Rede Globo e da burguesia de maneira geral.

Pelo contrário do que os golpistas da Frente Neoliberal vem apresentando, os números mostram o contrário. O PT saltou de uma média 84,4 filiações diárias para uma média de 204 filiações por dia. O que releva que a manutenção dos princípios de um profundo compromisso com as pautas da classe trabalhadora tem levado o PT a estreitar sua relação com sua base social e voltado seus esforços para reorganizar o movimento operário para resgatar a soberania nacional. Além disso, o PT possui o maior número de governos estaduais e a maior base parlamentar federal, que tem liderado a articulação da tramitação de projetos cruciais de melhora das condições de vida da classe operária, como é o caso do auxílio emergencial e sua prorrogação.

A burguesia e a PIG, tentam desde que derrubaram a Presidenta Dilma, criar uma legitimidade artificial. Por isso tem feito um recrutamento dos quadros mais atrasados e aburguesados da esquerda, pois eles sabem que o único partido que possui legitimidade junto as massas trabalhadoras do campo e da cidade, é o Partido dos Trabalhadores. Nesse sentido, há uma operação de tentativa implodir o movimento dos trabalhadores contra o golpe por dentro, fazendo a cooptação daqueles que possuem propensão à trair a nossa pátria. 

A burguesia necessita colocar em prática esse procedimento devido ao fato de seus partidos tradicionais não possuírem credibilidade alguma com a classe trabalhadora, pois esta sabe que possui organizações gigantescas como o PT, a CUT e o MST, que podem dar respostas de fato aos problemas que vem assolando nosso povo. Nesse sentido, a solução encontrada pela burguesia é por meio da tentativa de implodir a articulação desses movimentos e de tentar descredibilizar suas lideranças máximas, por isso tentam a todo momento legitimar as perseguições contra Lula e Dilma, colocando seus fantoches (Boulos, Freixo, Dino, Ciro, etc.) para ataca-los.

Esses golpistas tentam desvencilhar sua imagem de Bolsonaro apenas para que sua popularidade não despenque como tem despencado cada vez mais a popularidade do governo do GSI. Porém ao instigarem os fascistas a perseguirem o PT, legitimando as ofensivas do judiciário e da Frente Neoliberal contra o PT, eles se tornam tão fascistas quanto os bolsonaristas, só não exalam o mal cheiro nítido como é o caso dos bolsonaristas, o que os torna profundamente perigosos. 

Logo, é preciso fazer um enfrentamento enérgico e uma sistemática denuncia dos cachorros infiltrados da burguesia, para que toda a operação de luta contra o golpe não vá por água abaixo e que a burguesia não consiga fechar um acordo por cima, que levaria ao aprofundamento da destruição do país e da perseguição política daqueles que lutam pela soberania nacional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s