Bandeiraço e Eleição não derrota golpe de Estado em lugar nenhum do mundo

O “Fora Bolsonaro!” mostra sua fraqueza ideológica e política, por dar à entender que a política econômica e social de Bolsonaro não é fruto da cartilha neoliberal, da defesa intransigente dos bancos e trustes.

Lula chega ao ponto de dizer que Bolsonaro “não é de direita, e sim uma abominação”. Tenta resignificar que a luta de classe no Brasil é o enfrentamento entre o “Bem e o Mal”, despolitizando o debate que o Brasil é a todo momento sabotado e destruído pela “frente ampla” da oligarquia nacional e o imperialismo. O objetivo disso é atrair os neoliberais que deram o golpe em 2016 para viabilizar uma frente eleitoral (Frente Ampla) em 2022, parecendo que o Brasil de 2021 é o mesmo de 2002.

Mas temos uma lei que congelou os investimentos públicos, priorizou o pagamento da dívida pública e os bancos, os mesmo que estão lucrando com a fome do povo brasileiro, que não passa fome por maldade de Bolsonaro e seus ministros. Mas sim, porque resolveram especular em cima da comida do povo brasileiro e fazer do Brasil uma grande fazenda sem indústria, sem soberania nacional, sem aposentadoria e até o momento Lula não apresentou uma única linha do seu programa de solução para crise brasileira.

Sem as bases sociais do movimento sindical e popular mobilizadas, as decisões cruciais para a resolução dos problemas que afligem o povo, tornarão decisões de cúpula e não democraticamente com a base. Seguir esse caminho, é tomar o caminho da derrota e da desmoralização do movimento proletário.

Há que começar desde já, um amplo processo de esclarecimento da situação para os trabalhadores, mobilizá-los nos locais de trabalho e descentralizar as decisões sobre as pautas fundamentais que podem tirar o país do fundo do poço. Nenhum remendo será capaz de conter a sanha dos capitalistas internacionais e de seus bancos. Não será com manifestações performáticas, que não passam de bandeiraços no fim de semana, que vamos derrotar os golpistas. Pois esse sistema sofre um processo de decadência cada vez mais acelerado e a única solução para sua manutenção, é tirar cada vez mais às condições de sobrevivência da classe operária, para salvar os lucros dos banqueiros internacionais.

Nesse sentido, quem se ilude que teremos um passeio no parque em 2022, está profundamente enganado. As circunstancias atuais apontam para uma profunda radicalização da luta política e o agravamento da polarização, em decorrência do próprio fenômeno econômico da lei de acumulação de capital.

Sabia que a partir de 16 centavos ao dia você ajuda a imprensa popular e investiga a se manter? Acesse www.apoia.se/vozoperariarj para saber mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s