Esquerda que defendeu o golpe e a Lava-Jato, não tem moral de atacar o Partido dos Trabalhadores

Recentemente, no dia 30 de novembro de 2021, o “papagaio do plim plim” chamado Juliano Medeiros, que preside o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), concedeu uma entrevista para o jornal Valor Econômico, dizendo ser “descabida” uma chapa entre o Presidente Lula e o ex. Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

O curioso nessa história, é que há dois meses atrás, o nosso querido “papagaio do plim plim”, estava defendendo com unhas e dentes, a unificação da esquerda com o próprio PSDB, MBL, DEM, e entre outras figuras grotescas do golpe militar. Só se espanta com essa posição da esquerda amarela, quem não lembra de suas campanhas em defesa da Lava-Jato e de sua participação na campanha pelo golpe contra a Presidenta Dilma, juntamente com a extrema direita.

A Presidenta do Partido dos Trabalhadores, Deputada Federal Gleisi Hoffman, tratou de melar a chantagem dessa esquerda golpista que os capitalistas adoram, enfatizando que essa procura por Alckmin nunca existiu e que esse deve ser o 24º candidato à vice que a imprensa golpista tenta criar, numa manobra para tentar domesticar o PT.

Essa história de picolé de chuchu com Lula, não tem eira e nem beira, e não passa de fofoca digna das páginas de entretenimento da Rede Globo, onde o conteúdo tem o mesmo valor que chorume. Já outras questões, existem fatos concretos e que ainda não foram explicadas pelos sujeitos nelas implicados.

Mais uma vez a esquerda é ditada pelo que diz as tribunas dos jornais golpista. Não importa o debate sobre vice, o que importa é o debate sobre o programa político da candidatura Lula, que não está sendo feito. Em setembro de 2020, o Partido dos Trabalhadores lançou um programa de Reconstrução do Brasil que ficou no papel. Mais importante do que debater sobre vice, é a base pressionar que a candidatura Lula adote no seu programa o compromisso de anular as medidas do golpe, em especial a revogação da Reforma Trabalhista, Previdência e o Teto dos Gastos, e principalmente, restituir o patrimônio das empresas publicas e privadas que foram roubados pelas potências imperialistas que financiaram o golpe de 2016. Por outro lado, denunciar que essa manobra de impor um vice tucano serve para enquadrar a candidatura de Lula, em paralelo, o judiciário mantem a faca no pescoço do Presidente Lula mantendo as ameaças dos processos processos judiciais.

O Diário Causa Operária, em uma série de matérias com inúmeras provas, conseguiu desnudar a vinculação do pônei de tróia (Guilherme Boulos) e do papagaio do plim plim (Juliano Medeiros), com figuras responsáveis pelo golpe militar e que são agentes da CIA no Brasil, como: o herdeiro da Casa da Morte de Petrópolis e ex. Ministro Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Sergio Etchegoyen, o ex. Ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o ex. Chefe da Polícia Federal, Leandro Daiello.

Ficou demonstrado na série de matérias, com fatos e não meras especulações advindas da imprensa golpista, que o senhor Guilherme Boulos e o senhor Juliano Medeiros, se encontram na mesma folha de pagamento, que as figuras bizarras mencionadas acima. E que, aliás, hierarquicamente, dentro da estrutura do IREE, essas figuras bizarras são inclusive chefes de Boulos e Medeiros.

Recentemente, no dia 27 de junho de 2021, o apresentador fascista José Luís Datena, entrevistava o queridinho da imprensa golpista, o senhor Guilherme Boulos. Nessa entrevista, Datena revela que Boulos o convidou para ser vice em sua chapa. A revelação, não foi desmentida por Boulos e como de costume, quando tem suas posições contraditórias confrontadas, desconversa ou se finge de doido, numa tentativa de achar que o povo é burro e que isso cairá no esquecimento.

Nesse sentido, o que fica claro, é que Juliano Medeiros é um tigrão quando se trata de atacar Lula e o Partido dos Trabalhadores, mas nos bastidores da política, se mostra uma verdadeira tchutchuca dos principais agentes do golpe de Estado que levou o país ao 4º pior índice de desemprego em todo o mundo, fechou mais de 40 mil indústrias e levou mais de 120 milhões para insegurança alimentar.

A direção do Partido dos Trabalhadores, como toda vítima massacrada por algum crime que sofreu, se encontra em uma posição defensiva, sem reação. Toda semana, a imprensa golpista autoproclama alguma figura medonha para ocupar o cargo de vice na chapa do partido. Com medo das represálias dessa própria imprensa, os dirigentes ficam acuados.

Os oportunistas da esquerda amarela, observando essa situação, tentam chantagear o PT, para tentar viabilizar a candidatura de Guilherme Boulos para o Governo de São Paulo, encurralando o PT, para dar prosseguimento no seu objetivo de liquidar o único partido nacionalista e de massas que existe no Brasil, e que tem capacidade para se contrapor por meio de um movimento de massas ao golpe imperialista e não com discursos sonolentos no Congresso Nacional, como é o caso da esquerda de laboratório, chamada PSOL.

Sabia que a partir de 16 centavos ao dia você ajuda a imprensa popular e investiga a se manter? Acesse www.apoia.se/vozoperariarj para saber mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s