Honduras e Brasil: como os golpes narcotráfico tomou o Estado

Ultimamente, Honduras tem ocupado o noticiário da grande mídia por conta das inumeráveis caravanas de imigrantes que partem da América Central rumo aos Estados Unidos. Pessoas que fogem não só da violência e dos desastres naturais, mas especialmente das resultantes da política neoliberal aplicadas pelos golpes de Estado impulsionados pelos EUA na região.

Em média, diariamente 500 hondurenhos partem do país, e só no ano passado, mais de 38 mil foram deportados dos Estados Unidos. Apesar de ter prometido em sua campanha que ia fazer diferente, o atual presidente norte-americano Joe Biden, manteve a mesma política imigratória de Donald Trump. Os imigrantes são obrigados a esperar 6 meses na fronteira até ter seu visto avaliado.

A mudança do Governo de Honduras está marcado para o dia 27 de janeiro de 2022. Após as eleições que tiveram uma alta participação popular, com quase 70% da população apta à votar. Taxa de participação maior que dos Estados Unidos, onde 61,4% participaram, apesar de toda crise política interna.

Pela primeira vez, Honduras não será governado nem pelo Partido Nacional e nem pelo Partido Liberal, que se revessaram no poder desde 1839, um pouco depois da independência. Xiomara Castro, presidente eleita pelo Partido Liberdade e Refundação (Libre) obteve com 50,49%, deixando 15% para trás o candidato do governo golpista, Nasry Asfura. O resultado expressivo nas urnas tornou a candidata do Partido Libre como a presidente mais votada da história do país. Esses apoio popular dá um respaldo a implementação da agenda de mudanças proposto pelo Libre.

Além dos grandes problemas do país relacionados a desigualdade, a imigração, desemprego se somam outras realidades ainda mais preocupantes, como a presença de estruturas narcotraficantes que se apoderaram das estruturas do Estado Hondurenho. E que dificilmente vão se retirar de lá por causa de uma eleição.

Desde o golpe de Estado de 2009, o povo hondurenho realizaram inumeráveis greves e mobilizações, inclusive incendiaram a embaixadas dos EUA. Portanto, a vitória eleitoral de Xiomara Castro só foi possível por causa das lutas realizadas pela base de apoio da presidente. Desmentindo a esquerda institucional, que aqui no Brasil usa esse exemplo para travar a luta e esperar até as eleições de 2022.

Em 2011, Honduras era um dois países com os índices de homicídio mais altos do planeta. Um conflito que praticamente descompõem a sociedade hondurenha, acompanhada por uma total penetração do narcotráfico nas instituições.

O próximo governo assume o país com uma taxa de pobreza que atinge 70% da população. O preço dos alimentos e combustíveis estão praticamente inalcançáveis para grande maioria da população. O país está submetido à crise que se arrasta por mais de uma década, 1 em cada 10 hondurenhos deixam o país, cerca de 985.100 mil pessoas imigraram.

Xiomara Castro anunciou um plano de ação para os 100 primeiros dias de governo, revogou várias leis aprovadas pelos governos anteriores, pelo que a presidente qualificou de “ditadura”. Como por exemplo, reduziu o preço da energia elétrica e dos combustíveis.

O ponto mais importante do seu programa é também o mais simbólico, a criação de uma Assembleia Nacional Constituinte que faça uma nova Constituição. Porque foi justamente a convocação de uma consulta popular com o mesmo objetivo que motivou o golpe de Estado de 2009, contra o então presidente manuel Zelaya, esposo e também aliado politico da então presidente.

Os interesses que dominaram Honduras com o golpe de 2009 foram os negócios da DEA e CIA vinculados com o narcotráfico, particularmente dos carteis de drogas da colômbia. Para esses grupos, Honduras é uma peça chave. Serve como uma ponte para chegar nos Estados Unidos.

Graças ao golpe de 2009, os traficantes da Colômbia não precisam mais passar pelo México, nem tem porque compartilhar o negócio da droga com os poderosos grupos narcotraficantes mexicanos, que são obrigados a negociar embaixo das condições que eles os empusseram, muito mais exigente que devem satisfazer os narcotraficantes hondurenhos.

Honduras tem uma posição que para o tema do narcotráfico e espetacular. O quilo de cocaína em Honduras se valoriza em 500% mais caro do que o quilo de cocaína na Colômbia porque reduz bastante os intermediários. Honduras tem 400 km de costas no caribe, enquanto Guatemala tem 75 km. Desde Honduras (trampolim hondurenho) pode ser uma rota de drogas para o México ou para as cidades dos Estados Unidos, através do Golfo do México.

Dois familiares diretos, dos dois últimos presidentes golpistas, que antecederam Xiomara, foram acusados de tráfico de drogas pelos Estados Unidos. Após longos processos judiciais, Fabio Lobo, filho do ex-presidente Hondurenho Porfirio Lobo, e Juan Antonio Hernández, irmão do ex-Presidente Orlando Hernández, foram condenados a 26 anos de prisão e a prisão perpétua, respectivamente. O presidente Orlando Hernandez é mencionado centena de vezes no processo que serviu de base para condenar seu irmão à prisão perpétua. O futuro de Orlando Hernandez, “Joh” como é conhecido o anterior presidente é incerto, como da maioria dos traidores que conspiraram a favor dos Estados Unidos.

Algo semelhante acontece no Brasil, onde o presidente da República e seus filhos tem envolvimento com as milícias. Além disso, foram flagrados 39 kg de cocaína dentro do avião da comitiva presidencial, sob responsabilidade direta do Gabinete de Segurança Institucional, comandado pelo general Augusto Heleno.

Então o problema de honduras é muito mais profundo que a troca de um partido, é a chegada de um novo governo em um país com uma estrutura de NarcoEstado, o resultado eleitoral espelha não só o novo governo mas um novo modelo de país, mas que uma volta ao passado é a vontade de um povo de recuperar o tempo perdido com o golpe.

Sabia que a partir de 16 centavos ao dia você ajuda a imprensa popular e investiga a se manter? Acesse www.apoia.se/vozoperariarj para saber mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s