Calada é uma poetisa! Jandira Feghali pede fechamento de usinas nucleares brasileiras

Ontem, dia 02 de fevereiro, ultimo sábado, o prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão (MDB), o golpista que votou pelo Impeachment da Dilma em 2016, pediu o fechamento das usinas nucleares de Angra 1 e Angra 2, sob a “justificativa” das “fortes chuvas” que atingiram a cidade nesse fim semana, que provocaram deslizamentos de terras e fecharam alguns trechos das estradas que ligam a cidade.

Imediatamente, a Deputada Federal pelo Rio de Janeiro, Jandira Feghali (PCdoB), seguindo o prefeito histérico, pediu também o fechamento das usinas nucleares brasileiras com base em um “cenário hipotético e apocalíptico”. É mais uma postura transloucada e patética da esquerda que usa qualquer desculpa para atacar o programa nuclear brasileiro.

Por sua vez, a Eletronuclear, Estatal que administra as usinas nucleares brasileiras, tranquilizou a população e disse que não há nenhuma anomalia nos índices de radiação, as usinas de Angra 1 e 2 opera normalmente, com total capacidade.

A Eletronuclear também aplicou o Plano de Emergência Externo (PEE) e está em colaboração para desobstruir as estradas. Também esclareceu que o desligamento da Usina está fora de cogitação e que tal decisão acarretaria problemas graves.

O Brasil tem uma das maiores reservas de urânio, sendo a quinta maior reserva do planeta. Além disso, o Brasil tem uma grande demanda no mercado de energia, desenvolveu tecnologia própria para dominar todo o ciclo de enriquecimento de urânio para produção de energia nuclear.

A crise de energia hidroelétricas, principal matriz do Brasil, está constantemente sob riscos de produção, captação e transmissão, acarretados pelo sucateamento da aplicação das políticas neoliberais. As usinas nucleares proporcionam uma fonte de energia constante e segura para suprir a demanda nacional e o processo de industrialização.

Além disso, a energia nuclear tem seus aspectos militares, o conhecimento da tecnologia nuclear desenvolvido pelos nossos cientistas, em especial pelo Almirante Othon Pinheiro, perseguido pela Lava-Jato e que Jandira Feghali não defende. O desenvolvimento da tecnologia permite o nosso país a construir um submarino nuclear próprio, garantindo para nossa nação uma força dissuasiva muito grande e está ligada à proteção do nosso pré-sal, da Amazônia e da Amazônia Azul.

Dado toda essa situação, o Melhor que Jandira faz é se calar e parar de agir como aliada da Lava-Jato, que tenta destruir nosso programa nuclear sob qualquer argumento esdrúxulo. O processo de industrialização do Brasil não será sustentado com essa demagogia pseudo-ambientalista de defesa da matriz eólica e solar, mas Jandira assume seu papel de neoliberal e se coloca contra o programa nuclear brasileiro.

Sabia que a partir de 16 centavos ao dia você ajuda a imprensa popular e investiga a se manter? Acesse www.apoia.se/vozoperariarj para saber mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s