Equador: O “paquetazo” continua e partido de Correia é perseguido

Mobilizações populares derrubam parte do decreto do Ditador Moreno, mas o central dos acordos com o FMI será votado no Congresso. Apesar das manobras do governo,a crise no Equador está se desenvolvendo.

Continue lendo

Anúncios